Blog

Satisfação x Estresse no Trabalho: como identificar e o que fazer?

A palavra "trabalho", por si só significa "conjunto de atividades realizadas com o objetivo de atingir uma meta". Na vida adulta, o trabalho é o que promove sustento financeiro para manter as necessidades humanas na sociedade capitalista. Além da função econômica, o trabalho também é uma forma de expressão. É o trabalho que faz com que o indivíduo demonstre ações, iniciativas, desenvolva habilidades e possa aperfeiçoá-las. Como função social, por sua vez, o trabalho faz com que o homem aprenda a conviver com outras pessoas e com as diferenças.

Todo trabalho exige, portanto, uma certa quantidade de energia física e psíquica. Para maior motivação dessa energia é fundamental que o ambiente de trabalho seja saudável e estimule as potencialidades do trabalhador.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um ambiente de trabalho saudável é aquele em que os trabalhadores e os gestores colaboram para o uso de um processo de melhoria contínua da proteção e promoção da segurança, saúde e bem-estar de todos os trabalhadores e para a sustentabilidade do ambiente de trabalho tendo em conta as seguintes considerações estabelecidas sobre as bases das necessidades previamente determinadas: 

 

  • Questões de segurança e saúde no ambiente físico de trabalho;

  • Questões de segurança, saúde e bem-estar no ambiente psicossocial de trabalho, incluindo a organização do trabalho e cultura da organização;

  • Recursos para a saúde pessoal no ambiente de trabalho; e

  • Envolvimento da empresa na comunidade para melhorar a saúde dos trabalhadores, de suas famílias e outros membros da comunidade.

 

Tanto trabalhador quanto empresa devem envolver-se para a promoção de qualidade de vida no trabalho. Quanto mais propício o ambiente de trabalho se mostrar à promoção de saúde, maior será a satisfação do trabalhador.

Assim, apesar de "satisfação no trabalho" dizer respeito à avaliação que o trabalhador tem sobre o seu trabalho ou a realização de seus valores por meio dessa atividade, resultando em uma emoção positiva de bem-estar individual, fatores externos também são capazes de influenciar sua relação com o trabalho. Podemos dividir tais fatores em dois grandes grupos: eventos e condições do trabalho (trabalho propriamente dito, pagamento, promoção, reconhecimento, condições de trabalho, ambiente de trabalho); e agentes do trabalho (colegas e subordinados, supervisores, empresa/organização).

A satisfação no trabalho, portanto, deve ser sempre considerada em em suas inter-relações e pode gerar conseqüências tanto para o indivíduo como para a organização, afetando aspectos comportamentais e a saúde física e mental do trabalhador. Estudos apontam que trabalhadores satisfeitos são mais produtivos, mais engajados no trabalho, menos suscetíveis ao estresse e exaustão e mais comprometidos com os objetivos da empresa.

Algumas formas de promover qualidade de vida no trabalho são:

 

  • Encorajar o desenvolvimento pessoal. Quando somos capazes de conhecer nossas habilidades, nos sentimos mais confiantes e eficazes para realizar nossas tarefas e nos comprometermos com elas.

  • Promover um ambiente em que os trabalhadores sejam capazes de tomar decisões por conta própria. Ter autonomia sobre seu trabalho promove bem-estar e satisfação.

  • Explorar maneiras de dar aos trabalhadores tarefas em que eles são excelentes e que lhes sejam prazerosas. Isso parece óbvio, mas muitas vezes as empresas acreditam que todos funcionários devem ser bons em tudo e acabam designando tarefas em que o trabalhador não tem habilidades e acaba por sentir-se frustrado, o que leva a menor produtividade, motivação e satisfação.

 

Infelizmente, nem todos ambientes de trabalho facilitam a promoção da qualidade de vida do trabalhador. Da mesma forma, uma vez que trabalhar exige cumprimento de metas, comprometimento e é influenciado por fatores externos, situações de estresse são comuns ao cotidiano do trabalhador. Volume de trabalho, pressão por resultados, corte de gastos, insegurança, relação com o chefe, dificuldades ou pressão na vida pessoal e relacionamento com os colegas são alguns dos exemplos de fatores que podem gerar estresse.

Sentir-se cansado ao final de um dia de trabalho ou até mesmo exausto, por vezes, é comum. Porém, é preciso ficar atento a alguns sinais que podem indicar estresse maior que o saudável. São eles:

 

  • Exaustão física e mental: sensação de que a pessoa foi além do seu limite. Ela se sente desprovida de recursos físicos e emocionais para sair da situação;

  • Cinismo e ceticismo: falta de empatia pelos colegas de trabalho e descrença na existência da própria crise pessoal;

  • Baixa realização profissional, acompanhado de um sentimento de culpa pela baixa produtividade: A pessoa se sente incompetente e tenta compensar, trabalhando mais.

 

Se você identifica esses sinais em seu cotidiano ou não sabe dizer a última vez que foi trabalhar sem sentir dor de cabeça ou outro incômodo físico, procure ajuda de um profissional. Seu trabalho está afetando sua saúde, mas ainda é possível buscar ajuda. Não espere seu corpo "estourar" para cuidar de si.

Para combater o estresse no trabalho é importante avaliar sua atual satisfação com o trabalho e avaliar o peso e proporção que o estresse resultante do trabalho tem ocupado no seu cotidiano fora do ambiente profissional.

Algumas atitudes podem lhe ajudar a reduzir o estresse no trabalho e aprender melhor a lidar com ele:

 

  • Identifique seus limites.

  • Não extrapole seus limites por períodos frequentes ou prolongados.

  • Procure compensar longas jornadas de trabalho com sono regulado e boa alimentação.

  • Liste seus objetivos e estabeleça prioridades.

  • Delegue tarefas, não concentre responsabilidades.

  • Aprenda a dizer "não" para evitar sobrecarga.

  • Evite buscar a perfeição.

  • Para se acalmar, inspire pelo nariz dilatando os músculos do abdômen expire contraindo os músculos.

  • Faça pausas para respirar e recuperar a energia.

  • Pratique exercício físico pelo menos três vezes na semana

  • Ria com frequência.

 

Mais uma vez reforço o aviso: se já tentou todas as dicas para reduzir o estresse acima mas segue nos sinais de exaustão mencionados anteriormente, PROCURE AJUDA. Permita-se cuidar de você mais do que você cuida do seu trabalho

Ficou curioso? Quer saber mais sobre Saúde Mental no Trabalho?
Entre em contato ou escreva para psicologa@tatianaperez.com.br

 

Please reload

Categorias
Please reload

Psicoterapia

Terapia de família, casal ou individual

Consultório na Zona Sul

(Av. Getúlio Vargas, 1691)

Posts Em Destaque

O que é saúde mental e como você pode cuidar da sua?

1/10
Please reload

Contato

Psicóloga Tatiana Spalding Perez

CRP 07/26032

+55 51 992792559

psicologa@tatianaperez.com.br

Avenida Getúlio Vargas, 1691

Bairro Menino Deus, Porto Alegre, RS

Clique aqui para agendar seu horário

  • YouTube
  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn